quarta-feira, 12 de junho de 2019


Programa de música melhora o QI, a leitura e a concentração de crianças de contextos desfavorecidos

Divulgado por A O
Um estudo da Universidade Aix-Marseille descobriu que um programa de treinamento de música (Démos) melhorou os escores de musicalidade, QI total e escore Symbol Search (indicando velocidade de processamento cognitivo e percepção visual), bem como habilidades de concentração e precisão de leitura.
O objetivo do estudo foi investigar o impacto do programa no desenvolvimento cognitivo de crianças de baixa formação socioeconômica. O estudo estava especificamente interessado em inteligência geral, consciência fonológica e habilidades de leitura e em outras habilidades cognitivas, como atenção auditiva e visual, e memória de trabalho e de curto prazo.
O programa Démos foi lançado pela Filarmônica de Paris em 2010. Seu objetivo é promover o desenvolvimento cognitivo e a integração social de crianças de famílias desfavorecidas. fundos através do acesso à cultura e da livre formação em música clássica.
Os pesquisadores usaram uma abordagem longitudinal, com as crianças de 7 a 12 anos fazendo testes padronizados antes do início e após 18 meses de treinamento musical. Inicialmente, estavam envolvidas 54 crianças de duas escolas primárias em áreas de classe média em Marselha. Embora essas áreas não fossem tipicamente chamadas de desfavorecidas, as escolas foram escolhidas por se dedicarem à educação de crianças de baixa condição socioeconômica. Dezenove crianças não puderam ser testadas novamente no final do período de estudo, então o número total de crianças testadas duas vezes foi 35.
Em consonância com resultados anteriores, esses resultados demonstram o impacto positivo de um programa de treinamento musical ecologicamente válido sobre o desenvolvimento cognitivo de crianças de baixa classe socioeconômica.


FONTE:
PlosOne: https://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0216874



sexta-feira, 3 de maio de 2019

Noticia sobre pesquisa recente que inclui canto em 24 escolas ma Inglaterra


Uma escola que canta é uma escola de sucesso - Projeto de pesquisa
Resumo feito por Anitanee
Tradução por Alda Oliveira

Em 2017, a Out of the Ark Music, em colaboração com os centros da professora Susan Hallam e Milton Keynes e Sheffield Music, trabalhou com 24 escolas primárias. O objetivo do projeto era medir o impacto que a integração total do canto no currículo escolar poderia ter em uma série de questões, incluindo bem-estar, inclusão social, confiança de alunos e professores, bem como conquistas acadêmicas nos currículos gerais e de música. .

O estudo envolveu 300 professores e 8.632 crianças nas 24 escolas. Eles receberam treinamento simples para toda a equipe, além do uso ilimitado e gratuito do catálogo inteiro de músicas de Out of the Ark e de todos os recursos associados. Ao longo do período, foram 15.000 minutos de músicas de 160 produtos que continham mais de 1.300 músicas.

O relatório do projeto mostrou que as crianças tiveram um aumento de 10% em fonética, habilidades auditivas, leitura fluente e habilidades espaciais. As escolas também registraram uma melhora de 11,3% no desempenho em matemática. E também houve um aumento de 10% na confiança das crianças, na autoestima e no envolvimento com os outros.

FONTE:
Fora da Arca: https://www.outoftheark.co.uk/singing-school-project/
anitanee | 3 de maio de 2019 às 11:59 am | Tags: Grupo cantando, Milton Keynes Música Educação hub, Out of the Ark música, Professor Susan Hallam, centro de educação musical Sheffield, cantando e amizade, Cantando na escola primária, Cantando na escola | Categorias: Avaliações, Iniciativas, Primária 5-11 | URL: https://wp.me/p58qJb-yn